Proteína de Ervilha

Já ouviu falar de proteína da ervilha?

Uma nova opção de suplemento proteico: A Proteína da Ervilha

O Journal of the International Society of Sports Nutrition publicou recentemente um estudo analisando a suplementação com proteína da ervilha X proteína do soro do leite, onde a proteína da ervilha promoveu ganho de espessura muscular durante o treinamento de resistência. Estes resultados mostraram que ela pode ser uma alternativa à suplementação com proteína de soro do leite. Além disso os resultados preliminares mostraram que a proteína da ervilha promoveu maior aumento da espessura muscular e da força muscular, quando comparado com a proteína do soro do leite.

A ervilha faz parte do grupo das leguminosas como feijão, grão de bico entre outras, e por este motivo é rica em proteínas. A proteína da ervilha possui uma quantidade bastante equilibrada de aminoácidos (proteínas na sua forma mais simples) e oferece elevada biodisponibilidade. Também possui os aminoácidos essenciais, que são aqueles que precisamos adquirir através da alimentação pois o nosso corpo não é capaz de produzir. Como aminoácidos principais desse composto ganham destaque a arginina e a lisina. Além disso, ela também possui boas quantidades de BCAA (leucina, valina e isoleucina).

A proteína da ervilha, tem ganhado diversos adeptos. Não só para os vegetarianos, mas também pessoas que possuem intolerância à lactose ou a doença celíaca, a proteína da ervilha se mostra uma opção de suplementos à base de proteína vegetal que pode ser perfeitamente utilizado como um substituto do whey protein. Também é uma boa opção para pessoas que possuem alergia à proteína do ovo, a albumina, ou então à proteína da soja devido ao seu baixo potencial alergênico.

Como a velocidade de absorção da proteína da ervilha está entre intermediária e rápida, o ideal é que ela seja ingerida logo após o treino. Porém ela também pode ser consumida em outros horários. A forma de tomar é simples: pode ser misturada água assim com o whey protein, leite, com sucos, shakes proteicos e também pode ser utilizada como ingrediente de receitas de bolos e outras para agregar à refeição maior valor proteico.

Lembre-se a que quantidade de ingestão proteica deve ser calculada de forma individual e associada a uma dieta balanceada para garantir os resultados positivos e evitar erros alimentares. Procure um nutricionista para uma prescrição correta e segura!

Por: Tábatta M. Gonçalves

Quero Agendar!

 

CURTA A PÁGINA DA CLÍNICA MEDVITTA NO FACEBOOK PARA MAIS DICAS DE SAÚDE!

facebook.com/ClinicaMedVitta

clinicamedvitta.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *